O RFC

O RFC (Ronaldo Futebol Clube), continua com todo destaque nos meios de comunicação controlados pela Globo. Nos programas de televisão, websites, podcasts, blogs, só se fala no Ronaldo, o Corinthians é nome secundário, sempre.
Ontem depois do jogo contra a para o Atlético-PR, por 3×2, o destaque no portal Globo Esporte foi a contusão do jogador. É como se o o restante do time, que marcou dois gols salvadores no segundo tempo não tivesse muito valor, o time curitibano então, é como se não existisse.
Desde que o Ronaldo voltou para o Corínthians, é assim que a Globo trata as manchetes do time paulista, tenho acompanhado desde então e não há uma delas onde o nome do jogador não é citado. Uma lavagem cerebral para os mais fracos. E agora já começaram com o lobby para o Ronaldo retornar a seleção e jogar mais uma Copa.
Estranho, uma vez que o Ronaldo era fenômeno, na verdade, quando ainda era jogador do Cruzeiro. Basta fazer o exercício de lembrar quantos jogadores estiveram na seleção, e participaram de um grupo de Copa do Mundo ainda com apenas dezessete anos. Porque não houve lobby para ele entrar naquela final de 94 nos Estados Unidos?
Consigo imaginar dois motivos, e um é óbvio: Ele não era jogador de um time do eixo SP-RJ. E com tanto espaço na Globo, não posso imaginar que seja fruto de boa intenção da empresa toda essa exposição. No final, só consigo ter mais raiva do Corínthians, Globo e até do Ronaldo.