BHTrans impedida de multar

Trecho retirado do site do jornal “Hoje em Dia”:

(…) A Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu nesta terça-feira (10) por unanimidade que a Empresa de Transporte e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) não pode multar no trânsito da capital. Com a decisão, 2,8 milhões de infrações dadas nos últimos cinco anos pelos agentes da empresa poderão ser canceladas. (…)

Conheço diversas pessoas que comemoraram a proibição, mas há o que pensar a respeito do assunto. Afinal, os motoristas de Belo Horizonte comemoram o que? Seria a BHTrans apenas uma empresa visando o lucro através de multas, ou o motorista é realmente mal educado?

Quem conhece o trânsito da capital de Minas Gerais sabe: Aqui estão os piores motoristas do Brasil. Aliado ao péssimo comportamento dos cidadãos no trânsito, está a precariedade da cidade com suas ruas muitas vezes estreitas, um transporte público horroroso e semáforos muitas vezes injustificáveis.

Acredito que todos os que comemoraram a decisão do STF, fundamentada em um argumento incontestável, diga-se de passagem, estão realmente comemorando a completa anarquia na qual o trânsito de Belo Horizonte vai se encontrar. Isso porque a Polícia Militar, única instituição com legalidade para multar as motoristas no mínimo até o final do ano, não possui um contingente capaz de fiscalizar de maneira eficiente.

O resultado, já posso prever: Fechamento de cruzamentos, parada em fila dupla, regulamentação de estacionamento e parada sendo ignorada, motoristas ignorando a importância do uso do cinto de segurança, falando ao celular ao mesmo tempo que dirige, e por aí vai. Tudo isso, farão na certeza que a punição não chegará.

Já fui multado e tive meu veículo rebocado pela BHTrans. Estacionei meu carro em frente uma porta de garagem. O fiz sem intenção, posso garantir. Naquele dia, estava com a cabeça ocupada com outro problema, muito sério inclusive. Mas, como diria o Arnaldo César Coelho: A regra é clara! Não procurei me isentar de culpa em momento algum, fizeram a autuação e rebocaram o carro, com razão.

Quando procurei o pátio da empresa para retirar o meu carro, ouvi vários discursos onde o objetivo era um só: Se eximir de culpa. Inclusive um carro que não pagava impostos há dois anos, e só poderia ser retirado mediante a regularização da documentação.

Infelizmente, enquanto somente a PM cuidar de multar os maus motoristas, vamos conviver com diversos problemas já citados no meu texto. Meu temor é apenas que o trânsito fique ainda pior, nos aproximando da pior época do ano no trânsito, o mês de dezembro.

Saliento que não tenho o objetivo de defender a BHTrans, mas acho que está sendo comemorado é a ausência de fiscalização, e não o suposto beneficiamento de uma empresa que tem capital privado com relação à arrecadação de multas. É bom ficar atento e pensar melhor a respeito.