Viagem até o Chile, de carro

Já se passaram quatro anos desde que deixei Belo Horizonte de Omega com o propósito de chegar até o Chile, a recordação da data veio do Facebook. Muitas pessoas me fazem perguntas sobre a viagem, e tentando responder algumas delas, escrevi uma série de textos sobre a aventura, vou deixar o link para vídeos no Youtube e textos aqui do blog no final desse texto!

Lembrando de como a viagem aconteceu, hoje posso afirmar que a viagem marcou minha vida. Um dos grandes desafios, além de fazer a viagem sem a companhia de ninguém, foi chegar à conclusão que um automóvel que, naquela data, já se aproximava dos 150.000 km e tinha 18 anos de fabricação.

Passei um final de semana inteiro pensando se poderia fazer a viagem com o Omega, relembrando as manutenções que já haviam sido realizadas, avaliando as peças que já haviam sido trocadas e que poderiam eventualmente apresentar algum tipo de problema durante a viagem. Mas não haviam problemas de qualquer natureza, apenas levei o carro para conferir o alinhamento da direção um dia antes de seguir viagem.

Levei comigo ferramentas e algumas peças que, apesar de saber que estavam ainda dentro de um tempo útil de vida adequado, poderiam ainda assim causar algum problema. O critério foi levar peças que impedissem o carro de funcionar caso apresentassem defeito: Sensor de rotação, alguns relés, bomba de combustível, bobina, velas e cabos.

Felizmente o carro não apresentou defeito e a viagem aconteceu com um único incidente: Em uma parada para descanso, já na Argentina, o freio de estacionamento não liberou o veículo, um problema com a alavanca impedia descê-la, mas foi fácil resolver liberando a trava usando um alicate depois de soltar do console o acabamento da alavanca, esse problema aconteceu somente essa vez, voltou a funcionar sozinho.

Levei também um filtro de óleo, já que na Argentina e Chile poderia ser difícil encontrar o filtro correto para o motor 4.1 e havia já a expectativa de rodar aproximadamente 10.000 km, no total foram 9.711 km, e o óleo do motor foi substituído na viagem de volta, em Santiago, no Chile.

Curioso para saber mais sobre a viagem? Confira o conteúdo abaixo:

Leia os textos do blog:

https://www.raphaelhagi.com.br/?s=viagem+internacional+de+carro

Vídeos no Youtube:

https://www.youtube.com/watch?v=zTizhiMKRTs&list=PL9lFozNvkUnbPanbAv0W3qf0_EtEBfxNu