Cobalt 2020 chega sem novidades

Quase como um anúncio do fim da sua vida no mercado, a Chevrolet disponibilizou o ano-modelo 2020 do Cobalt, que até a chegada do Novo Prisma, ocupa a lacuna de mercado entre o sedã derivado do Onix e o Cruze.

A única novidade é a virada de ano-modelo, já que o veículo é exatamente o mesmo ofertado na linha 2019, seja em conteúdo ou versões. Até o conjunto motor/transmissão permanece o mesmo, ao contrário do que deverá acontecer com os novos Onix e Prisma que chegam em breve com motores de três cilindros.

Preços do Cobalt 2020

  • Cobalt 1.8 LTZ (manual) – R$ 68.490
  • Cobalt 1.8 LTZ (AT6) – R$ 74.990
  • Cobalt 1.8 Elite (AT6) – R$ 79.190

Cobalt sai de linha

O Cobalt deixará de ser produzido com a chegada do Novo Prisma, que terá versões mais caras invadindo o mercado do irmão. Vale lembrar que, assim como o Onix, deverá as duas gerações conviver no mercado, a atual geração com versões e preços inferiores, e a nova geração com foco em faixas superiores, contando com o fator da novidade entre seus diferenciais.

Breve história

O Cobalt chegou ao Brasil em setembro de 2011, sendo o substituto natural do Corsa Sedan, apesar de ter como inspiração o combate ao Renault Logan. Utiliza a plataforma GAMMA II, que originou também Spin, Onix e Prisma.

Lançado apenas com motor 1,4 litro, com a chegada do irmão menor em 2013, o Prisma, ganhou opção de motor 1,8 litro e transmissão automática. Mais tarde o motor maior passou a ser a única opção do Cobalt, que deixou também de ter a versão de entrada LT e ganhou uma versão superior à LTZ, chamada Elite.

O desenho original foi bem criticado à época do lançamento, sobretudo pela similaridade da dianteira com o Chevrolet Agile. Com uma atualização do desenho ocorrida em 2016, o carro ficou mais agradável aos olhos, mas as vendas anuais ficaram em pouco mais de 20.000 unidades.